sábado, 10 de maio de 2014

MARIA DO CARMO AGUIAR





 
Carminho... minha madrinha de batismo ...
Das suas manias tenho seu perfume.
Do seu olhar a sua magia...
de ser tia madrinha e amiga.
O esquecimento nunca será meu refúgio, daquela
 asa branca que voou bem mais alto que podia! 
Meu filho nasceu no seu dia perpetuando a sua linda e pura existência!                             Aldete Hermínia.
                                                                     

 
Maria do Carmo Aguiar nasceu 10 de maio de 1943 na Fazenda Brejinho município de Malhada dos Bois.
Filha de Manoel Gomes de Aguiar e Maria Anita do Nascimento Aguiar, Carminho, como era carinhosamente conhecida, completaria 71 anos hoje.
A exemplo de seus irmãos, ela foi alfabetizada por sua mãe em casa e já foi à escola sabendo ler. Estudou inicialmente no grupo Escolar do Povoado Bananeiras, passando a estudar no Grupo escolar de Malhada dos Bois e, posteriormente para o Ginásio Imaculada Conceição na Cidade de Capela. Lá estudou alguns anos. Deixou seus estudos, voltou para a fazenda, mas posteriormente resolve fazer as provas do antigo “artigo 99”, atual supletivo, conclui o segundo grau e é aprovada no vestibular de Matemática, matéria de que mais gostava, por sua complexidade.
 O que mais me impressionava nessa minha irmã era o seu amor, o modo de tratar e de brincar com as crianças. As crianças a amavam, pois ela se fazia criança e se identificava com elas. Era simples, fazia muitas amizades e muito bondosa acolhia muitas pessoas em sua casa.
 Seu mal teve diagnóstico em  agosto de 1992 e ,em 29 de maio de 2003 , teve final seu sofrimento que foi também uma pequena morte para nós todos que a amamos.
Não direi tudo, pois outros também falarão sobre ela. Antonia Roza

De Marizete
Carminho sempre foi uma pessoa muito mimosa, tanto que, muita gente a chamava de “Mosa”.
 
Muito inteligente, entendia tudo muito rapidamente, não gostava de estudar e sim de aprender o que nós outros tínhamos dificuldade.

Muito versátil nas artes, se destacou no “CULTART’, da UFS, onde era simplesmente amada e respeitada por todos, desde os superiores aos colegas e artistas a quem o Centro se destinava”.
Pouco vaidosa, não gostava de ambientes muito elegantes.
Amava pescar siri com puçá, fumava muito, mas não bebia. Costumava participar de eventos ligados ao seu trabalho, torcia pelo "Sergipe”, e seu hobby favorito eram jogos de toda natureza, nos quais era difícil ser derrotada.
Muito família, se dedicava sobremodo às crianças com quem
inventava centenas de brincadeiras.                                         Esteve apaixonada por um amigo com quem nem chegou a namorar devido ao infortúnio que se abateu sobre a família dele.

De sua amor por Antonio Ferreira, nasceu Anita, o grande prêmio com que Deus lhe agraciou para toda a vida.
Deus a levou de volta ainda jovem, vitima de um câncer no cérebro, deixando conosco muitos exemplos bons, lições de vida
inesquecíveis e muitas saudades. Marizete.
 

Maria José, “Teté”, também tece alguns comentários sobre Maria do Carmo:  Eu convivi pouco com Carmo, porque quando eu me casei ela era menina. Lembro que ela estudava em Malhada dos Bois e depois em Capela, interna no colégio das freiras.
Carmo  era uma pessoa muito verdadeira, bondosa, prestativa, decidida e de pouca conversa, não falava da vida de ninguém, não chamava "tostão" meu dinheiro, portanto não hesitava em gastar quando necessário e até para alegrar seus sobrinhos dando-lhes o que pediam.
 Ela era muito simples. Lembro-me de uma passagem quando ela morava na rua Socorro, em Aracaju. Nós íamos fazer um concurso da Universidade e ela vestiu um vestido tão ruim que mamãe disse:” Teté peça para Carmo vestir uma roupa melhor!” Era assim, não tinha luxo, tudo para ela estava bom. Era mesmo uma pessoa de Deus e cedo foi morar com ele nos deixando com muita saudade. Descanse em paz minha irmã que nós oramos por você. Maria José (Teté).
 

De Maria Anita (NIU)
Hoje dia 10/05 se fosse viva , minha irmã Maria do Carmo Aguiar comumente chamada Carminho, estaria fazendo 71 anos! Como gostaria que ela ainda estivesse conosco! Pra me consolar nas dificuldades que a vida nos impõe! Como sinto saudades dela! Que Deus a guarde em bom lugar no Céu, porque aqui na Terra esta fazendo muita falta! Ela amava muito a única filha que teve! Lembro que eu lhe dizia : Carminho não faça todas as vontades dessa menina que ela fica perdida de mimo! Ela dizia: enquanto ela me tiver, será feliz !E assim foi até o dia que Deus quis! Fique em paz, Carminho, estamos rezando por vc.!
Falar sobre Carminho é muito difícil pra mim pois eu era muito apegada a ela e as lagrimas em meu rosto se confundem com a imensa saudade que sinto dela! Descanse em paz , minha irmã! Algum dia nos encontraremos por lá!  Maria Anita( Niu)
                                                                                                                     Maria

De Mano
 
Como perdemos gente querida!
Carminho, onde estiver, saiba que a amamos muito!
Abraços Roza por avivar a memória de todos .Mano

                                                                 
De Domingo Sávio
Relembrar é viver duas vezes. É muito bonito e admirável lembrar dos nossos entes queridos e lembrar de mais uma mãe em minha vida. Que deus continue iluminando os caminhos dela onde ela esteja. Enquanto estarei rezando e orando pela sua alma.Parabéns a todos os familiares que ainda lembram dessa realeza e das outras que também já se foram.  Domingo Sávio
                                                                                               
De Angélica Hermínia
Aproveito para dizer que de Tia Carmo recordo a
sua irreverência, nos estimulando a gritar Piiiiiiiiii e quando algum
adulto aparecia a gente terminava a frase ...rulito enrolado no papel
enfiado no palito...e por aí íamos rindo e mangando dos "adultos"
enrijecidos. Amava essa ousadia que ela dava a nós crianças. Saudades
dela também. Angélica
 
 De Anete Hermínia
Tenho muita honra de ser sua sobrinha.
Saudade . Anete.
 
De Ana Hermínia
Com certeza. Tia Carmo era e é queridíssima! Adorava quando ela desmontava um liquidificador e consertava, mesmo sobrando.
peças
Também arrasava no jogo do buraco.
Beijos inesquecíveis, enfim muitas lembranças maravilhosas e
eternas. Ana Hermínia
 
 
De Adriana Bomfim
Lembro-me de tia Carminho em uma das viagens que fiz à
Aracaju com mainha. Lembro de seu rosto meigo e da esperança que vi no olhar dela.
Ela deixou saudades, mas temos a certeza que ela está bem e olhando
por nós e que um dia, quando chegar também nossa hora, iremos revê-la.
Fica a lembrança, a saudade e também a esperança do reencontro.
vamos orar e lembrar com saudade, nunca com tristeza, pois ela assim
como muitos outros que amamos partiram dessa vida para outra vida
junto com nosso Pai Celestial. Adriana Bomfim
 
 
De Andrea Hermínia
 
Maria do Carmo Aguiar - lições de vida inesquecíveis
 
 OBRIGADA TIA ROZA POR MAIS ESSE PRESENTE... Andréa



 
Assim,  essa é uma pequena homenagem que hoje, 10/05/2014, prestamos a minha irmã , nossa querida Maria do Carmo Aguiar, mulher amorosa , forte, dedicada, muito trabalhadora, que dedicou sua vida para o bem de sua família, inicialmente para o bem dos irmãos mais novos e sobrinhos e depois para a família que constituiu, em especial sua fúnica filha Maria Anita do Nascimento Aguiar Neta que, apesar do infortúnio de perder a mãe tão cedo,ficou na companhia de sua tia Maria Anita (NIU) e de sua família. Formou em Matemática e  constituiu família com um rapaz de bem, Jeirlan Palmeira, com quem tem duas lindas e inteligentes meninas, Ana Cibele e Maria Helena, netas de minha inesquecível irmã Maria do Carmo Aguiar
Aracaju, 10/05/2014.
Antonia Roza de Aguiar Menezes
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

COMENTÁRIO RECEBIDO DE SUA FILHA

Obrigada pelas belas, sinceras e verdadeiras palavras!

Hoje, dia 10 de maio... Véspera do dia das mães... Queria dizer que meu desejo era dar um super abraço na minha mamãe... Se ela estivesse entre nós seria seu aniversário...

Aquela mulher guerreira que conheci teve apenas 10 anos para me ensinar muitas das coisas que sei e acredito hoje. Foi com ela que aprendi a amar, ver que a vida passa rápido e que, além disso, não sabemos quando o nosso fim chegará, por isso temos mesmo que aproveitar... Aprendi também a respeitar e que sempre precisamos de um limite. Que os obstáculos existem e que nem sempre conseguimos vence-los sós... Precisamos ser humildes e reconhecer que a vida não dá para viver sozinha... Além de muitas outras coisas...
 Hoje meu coração chora de saudades, claro... Saudades da mulher na qual me espelho e que mesmo sem conhecer suas netas elas também serão reflexo dessa vó maravilhosa, que eu sei que seria...
Mae, queria poder desejar um feliz aniversário e chorar junto vendo Cibele toda alegre cantando parabéns a vc... Mas tenho certeza de que onde estiver está sempre olhando e nos ensinando. Amo-te!


 Anita Neta


Um comentário:

  1. Obrigada pelas belas, sinceras e verdadeiras palavras!!

    Hj dia 10 de maio... Véspera do dia das mães... Queria dizer q meu desejo era dar um super abraço na minha mamãe... Se ela estivesse entre nos seria seu aniversário... Aquela mulher guerreira q conheci teve apenas 10 anos para me ensinar muitas das coisas q sei e acredito hj. Foi com ela q aprendi a amar, ver q a vida passa rápido e q além disso nao sabemos qnd o nosso fim chegara, por isso tem msm q aproveitar... Aprendi tb a respeitar e q sempre precisamos de um limite.. Q os obstáculos existem e q nem sempre conseguimos vence-los sos... Precisamos ser humildes e reconhecer q a vida nao da para viver sozinha... Além de muitas outras coisas... Hj meu coração chora, de saudades claro... Saudades da mulher na qual me espelho e q msm sem conhecer suas netas elas tb serão reflexo dessa vó maravilhosa, eu sei q seria...
    Mae, queria poder desejar um feliz aniversário e chorar junto vendo Cibele toda alegre cantando parabéns a vc... Mas tenho ctz q onde estiver esta sempre olhando e nos ensinando.. Te amo!!!!

    ResponderExcluir